EBD Casais_ Dia 22: Aprendendo a Perdoar com a Força do alto

DISCIPULADO - EBD_Casais

Aprendendo a Perdoar com a Força do alto

 

Se você é um discípulo de Jesus, você é seu imitador. Jesus é seu modelo, seu referencial. É preciso olhar para Sua pessoa e descobrir como Ele pensava, como reagia diante das circunstancias. É preciso analisar como Jesus lidava com as suas emoções. Amar como Jesus, é amar como Deus ama o ser humano. Aprender a perdoar como Deus perdoa:

Colossenses 3.13 “Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutualmente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós”.

 

1.            Um dos atributos de Deus é ser perdoador. Neemias 9.17b

“Porém, tu, Ó Deus perdoador, clemente e misericordioso, tardio em irar-se, e grande em bondade, tu não os desamparaste...”

EBD  EBD

Salmo 86.5 “Pois tu Senhor, és bom e compassivo; abundante em benignidade para com todos os que te invocam”.

 

Isaías 43.22-25 “Contudo não me tens invocado, ó Jacó, mas de mim te cansaste, ó Israel ... mas me deste trabalho com teus pecados, e me cansaste com as tuas iniquidades. Eu, eu mesmo, sou o que pago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro”.

 

2.            Deus perdoa qualquer tipo de pecado. Salmo 103.2,3 e 10-12            

“... Bendize ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios. Ele é quem perdoa todas as tuas enfermidades... Não n os trata segundo os nossos pecados, nem, nos retribui consoante as nossas iniquidades. Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que me temem. Quanto dista o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões”.

 

3.            Deus perdoa baseado na sua misericórdia e não nos merecimentos da pessoa:

 

Romanos 5:6-8 “Por que Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios... mas Deus prova o seu próprio amor para conosco, pelo fato de Cristo ter morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.”

 

Efésios 2:4-7 “Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos em nosso delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, pela graça sois salvos...”

 

Colossenses 2.13.14 “E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os vossos delitos; tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz”.

4.            O perdão de Deus é integral (imparcial ou incondicional):

Romanos 8.1 “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.”

 

Romanos 8.33,34 “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? É cristo Jesus que morreu, ou antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.”

 

5.            Deus, quando concede seu perdão, não nos trata mais segundo o nosso pecado:

          Isaías 43.25 “Eu,eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro.”

Salmo 32.1 (transcreva):

 

6.            Ao conceder o seu perdão, Deus não continua a atribuir culpa pelo pecado:

2 Coríntios 5.19 “Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação.”

7.            Uma vez dado o perdão, Deus promete não levantá-lo novamente contra você. Isaías 38.17 (transcreva):

 

Miqueias 7.19 (transcreva):

 

8.            Deus nunca nega o perdão quando os pecados são confessados com sinceridade: 1 João 1.9 (transcreva):

 

Baseado no modelo de Deus, e como discípulo de Jesus, você deve praticar o perdão na sua vida conjugal:

 

1.            Perdoar voluntariamente a todo aquele que pecar contra você (Mateus 6.14).

2.            Perdoar todo e qualquer tipo de pecado, por mais cruel que seja.

3.            Perdoar mesmo que a pessoa não mereça. Perdoar como exercício de misericórdia.

4.            Perdoar integralmente, sem condições ou restrições.

5.            Uma vez concedido perdão, você deve se esforçar para tratar o ofensor como se ele estivesse restaurado. Tratá-lo sem olhar para o passado. Tratá-lo sem amargura ou ressentimentos. Procure a restauração sempre que ela estiver a seu alcance (Romanos 12.18 e Coríntios 2.6-8).

6.            Ao perdoar, não fique culpando a pessoa e lembrando-a das consequências de seu pecado aumentando-lhe a culpa (Filipenses 4.8).

7.            Não use os pecados e ofensas perdoadas como para futuros conflitos. Não fique abrindo o seu velho baú e atacando velhas ofensas (1 Coríntios 13.5).

8.            Esteja sempre disposto a perdoar novas ofensas ou injustiças. Evite dizer: “Se acontecer de novo ou se você fizer isto outra vez eu não lhe perdoarei.”

9.            Você deve perdoar qualquer pessoa que lhe ofender, assim como Deus, em Cristo, lhe perdoou (Efésios 4.32 e Colossenses 3.13).

10.         Discipline-se a perdoar antes mesmo que as pessoas venham lhe pedir perdão (Marcos 11.25).

11.         O perdão está acima dos sentimentos. É um ato de obediência ao Senhor Jesus (Mateus 11.35).

12.         O perdão dá ao ofensor aquilo que está precisando e não aquilo que está merecendo (Salmo 103.10).

13.         Ao perdoar evite fazer comentários ou fofocas com terceiros (Efésios 4.29).

14.         Ao conceder perdão, não exija restituições ou condições. Seja misericordioso e busque a reconciliação (1 Coríntios 6.5-7). A restituição e a reparação do erro é desejável e cooperar de modo significativo na restauração. Entretanto, isso deve ser colocado como um desafio ao ofensor e nunca como condição para obtenção do perdão.

Advertência:

Pelo fato do perdoar ser um mandamento, todas as vezes que você não perdoar alguém, você incorre também no pecado (Tiago 4.17). Ao negar o seu perdão, você está demonstrando uma tremenda ingratidão a Deus. Ele perdoou todos os seus pecados e espera que você faça o mesmo com os seus ofensores (Mateus 18.21-35).

“Minha oração: Hoje decido perdoar as seguintes pessoas:

 

Contato

EBD_Biblia